14/04/2022 às 10h55min - Atualizada em 14/04/2022 às 10h55min

IONALDO DAMASCENO, VICE PREFEITO DO ACARÁ É DENUNCIADO NO MINISTÉRIO PUBLICO DO PARÁ.

Funcionários concursados da prefeitura municipal do Acará acusam vice-prefeito Ionaldo Damasceno de perseguição política contra aqueles que não concordam com seus desmandos.

Contra fatos não há argumentos.
Não é de hoje que os funcionários do município de Acará reclamam dos desmandos do senhor prefeito do município do nordeste Paraense.

Como se não bastassem a falta de merenda, o transporte escolar precário, o não pagamento de horas extras dos funcionários, a falta de remédio no hospital e sem contar que nenhum posto de saúde da zona rural funciona, a população e os funcionários publicos ainda tem que enfrentar a perseguição política por parte do vice prefeito Ionaldo Damasceno, conhecido como Ieca.

O entao vice prefeito Ieca, que não tem voto e apenas foi escolhido por uma mera conjuntura política banal que precisava ser preenchida com a figura de um vice fantoche, demonstrou-se um verdadeiro fiasco, pois a arrogância contra os funcionários e com quem não acompanha os candidatos do prefeito e do vice prefeito faz com que os funcionários publicos sejam punidos ou até excluídos do quadro da prefeitura.


 Ionaldo Damasceno, vice prefeito do município do Acará, conhecido como Ieca.

Sem aguentar tamanha perseguição e verificando que não existe a mínima condições de trabalho no hospital de Acará os funcionários concursados decidiram ir até o Ministério Público do Estado do Pará - MPPA e protocolaram uma denúncia crime. Depois de inúmeras tentativas de resolução dos problemas na administração do municipio do Acará, comunicando que no hospital não tem seringa ,não tem algodão  e o vice prefeito que não tem nenhum cargo designado para estar no hospital achava que ia poder destratar ou humilhar os pacientes e os funcionários.

Segundo informações ainda existem mais denúncias que estão por vir e com certeza os dias de desmandos do Ieca estão prestes a terminar.

PERSEGUIÇÃO AO PRESIDENTE DA COMISSÃO DE SAÚDE DA CÂMARA.
O vereador Wanderson, chefe da comissão de saúde da Câmara municipal do Acará, que cobra do poder executivo municipal a solução de problemas da secretaria de saúde tem se tornado vítima de perseguição politica, tendo como alvo do vice-prefeito sua esposa que é enfermeira concursada do município, sobre a qual tem sido aplicadas faltas no ponto de trabalho, estando a mesma exercendo normalmente suas atividades.



 O Acara vive um momento difícil pois quem não seguir com os candidatos a deputado do prefeito e do vice prefeito são punidos com sanções rigorosas.

O MPPA deve se manifestar em breve sobre o caso.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp